Utilizamos Cookies e tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência de acordo com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso, e ao continuar navegando você concorda com estas condições.
26/02/2021

Por que usar máscaras mesmo após a vacinação contra Covid-19?

Em 2021 as primeiras doses de vacina contra Covid-19 já começaram a ser aplicadas. Em primeiro lugar na linha de vacinação estão pessoas do grupo de risco, profissionais de saúde na linha de frente no combate à Covid-19 e contaminados em estado grave. 

Porém, mesmo que a população já passe pelo processo de imunização, a Organização Mundial de Saúde juntamente com médicos infectologistas recomendam a manter a utilização das máscaras pelos próximos anos! Mas por quê?

Os hábitos de higienização e limpeza devem ser modificados de agora em diante, para que não existam reinfecções e novas contaminações, a utilização das máscaras será mantida tanto para vacinados quanto não vacinados. 

Além disso, apenas a descontaminação das mãos por álcool em gel não é suficiente para evitar a propagação do vírus. Há estudos que comprovam o contágio do Coronavírus por aerossóis (partículas suspensas no ar), estamos além da contaminação por gotículas de fluidos. 

E ainda, existem casos comprovados de variantes do vírus de Covid-19 identificadas em 2021, os quais mesmo com a vacinação, o organismo humano ainda não produziu anticorpos suficientes para combater as variantes do vírus. 

Sendo assim, mesmo que uma grande parcela populacional esteja imunizada, ainda estamos sujeitos à contaminação pelas variantes do vírus e a produção de anticorpos demora até 15 dias para iniciar no organismo humano antes da segunda dose. E mesmo que o indivíduo esteja vacinado é possível ainda ser um portador assintomático do vírus e transmiti-lo a pessoas não vacinadas. 

A OMS (Organização Mundial de Saúde) recomendou a continuidade no uso de máscaras mesmo depois do processo de vacinação ser finalizado, já que as altas taxas de contágio poderiam ser evitadas com cuidados sanitários e medidas preventivas como uso de máscaras e higienização das mãos.