Utilizamos Cookies e tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência de acordo com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso, e ao continuar navegando você concorda com estas condições.
19/04/2021

Entenda os principais motivos para se usar máscaras descartáveis

Ao passo que os casos de Covid-19 no Brasil vão crescendo, muito se discute sobre as medidas de biossegurança para evitar o número de mortes no país em decorrência de contaminações pela Sars-Cov-2. Apesar dos meses de enfrentamento à doença, o uso de máscaras, por exemplo, não é unanimidade para toda população brasileira. 

Pensando nisso, neste post vamos explicar as principais razões pelas quais utilizar máscaras descartáveis e quais modelos mais eficientes no quesito proteção para evitar o contágio. Acompanhe!


Por que usar máscaras é importante?

A Covid-19 é uma doença transmitida especialmente através do contato com o vírus, normalmente presente em gotículas expelidas por pacientes infectados. Após entrar nas vias aéreas, o coronavírus passa a se multiplicar no organismo, levando a uma série de sintomas, como febre, tosse seca, fadiga, perda de olfato e paladar, dificuldade para respirar, entre outros.

Nesse contexto, o uso de máscaras é fundamental, pois atua como uma barreira de proteção individual. Em termos práticos, elas impedem que as gotículas presentes no ar cheguem até você, caso uma pessoa contaminada tussa, espirre ou mesmo transmita o vírus durante uma conversa, por exemplo.

Segundo diversos estudos, o uso de máscaras é comprovadamente um mecanismo eficiente contra esse tipo de transmissão. Além disso, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que sempre que as pessoas saírem de casa ou estiverem em ambientes coletivos com pessoas alheias ao seu convívio diário, o uso do equipamento é indispensável.


Qual a diferença entre a máscara cirúrgica e a de tecido?

A máscara cirúrgica é um equipamento de proteção fabricado a partir de materiais mais densos e próprios para a filtragem do ar, sobretudo em ambientes de contaminação, como hospitais, prontos-socorros ou postos de saúde, logo, seu uso é mais recomendado por profissionais da área da saúde ou pessoas durante permanência em ambientes hospitalares.

Esse modelo conta com algumas características específicas, como uma haste de metal que permite um melhor encaixe anatômico ao formato do rosto, o que ajuda a minimizar eventuais contaminações pelo vírus. Além disso, se trata de uma máscara descartável, ou seja, ela não deve em nenhuma hipótese ser reutilizada ou compartilhada com outros indivíduos.

Por outro lado, a máscara de tecido, popularmente chamada como máscara caseira nada mais é do que um modelo mais barato e acessível para a população geral que não está em contato direto com pacientes infectados ou em ambientes potencialmente perigosos. Embora também não possa ser compartilhada, esse tipo de máscara pode ser reutilizada após higienização correta do equipamento com água e sabão.


O que são máscaras N95 e Face Shield?

A máscara N95 é um dos principais modelos recomendados pelos órgãos de saúde e utilizados por profissionais da área. Seu nome é uma referência ao índice de proteção do equipamento, tendo em vista que ela é capaz de filtrar até 95% das partículas presentes em um ambiente. De uso hospitalar, este modelo é mais utilizado durante a realização de procedimentos que oferecem maior grau de risco no que se refere à contaminação.

A Face Shield também é um equipamento de proteção muito utilizado a fim de se evitar a contaminação pelo novo coronavírus. Basicamente ela funciona como uma barreira física da face, reduzindo assim consideravelmente o risco de contaminação. Por outro lado, vale destacar que não se trata de uma máscara convencional, já que não possui um filtro para impedir a contaminação pelo vírus. Logo, ela deve ser utilizada em conjunto com uma máscara em ambientes que oferecem maior risco.


Como usar máscaras de proteção corretamente?

Sempre que for necessário sair de casa, falar com outras pessoas a uma distância menor que 1 metro, se deslocar ou permanecer em um ambiente de grande fluxo de pessoas como supermercados, hospitais ou farmácias, é recomendado o uso de máscaras. Entretanto, para que o dispositivo seja aplicado corretamente, o usuário deve observar alguns pontos importantes, como:

?    higienizar bem as mãos com água e sabão ou álcool 70% antes de colocá-la;
?    cobrir a boca e o nariz com a máscara evitando espaços entre a face e o acessório;
?    não tocar na máscara sempre que estiver usando-a;
?    removê-la em segurança utilizando a parte presa as orelhas;
?    descartar o acessório (se for descartável) em uma lixeira apropriada tão logo ela seja retirada;
?    lavar novamente as mãos e pulsos com água e sabão ou álcool em gel em uma concentração mínima de 70%.

Como pudemos observar, a máscara descartável é um equipamento de proteção extremamente necessário para se evitar contaminações pelo novo coronavírus. Além de ajudar na filtragem de partículas do ar, os modelos cirúrgicos e caseiros minimizam o risco de contágio. Além disso, elas oferecem proteção extra contra poluição atmosférica, poeira e demais elementos alergênicos.

Gostou deste conteúdo? Então, compartilhe-o em suas redes sociais para que mais pessoas possam se conscientizar melhor sobre a importância deste equipamento no combate à doença.